Linguagem:

You are here

A Ayesa projetará a expansão do bonde de Sevilha

O trecho projetado tem uma extensão de 1,2 quilômetros e três paradas ao longo do percurso

A Ayesa será a empresa de engenharia responsável pelo projeto de expansão do bonde de Sevilla. O Ajuntamento de Sevilha concedeu o contrato de consultoria e assistência técnica para a elaboração do Plano Especial e documento de Avaliação Ambiental Estratégica Ordinária da plataforma reservada ao trecho San Bernardo-Santa Justa (pois não está compilada no PGOU), assim como do projeto de construção específico para a primeira fase, entre a mencionada estação de San Bernardo e Nervión.

O montante alcança 363 mil euros, incluindo o imposto, e o prazo de execução dos trabalhos é de até 20 meses. 

O Metrocentro é um sistema de transporte público que percorre o centro de Sevilha. Ele entrou em serviço em 2008, especificamente entre o Prado de San Sebastián e a Plaza Nueva, enquanto a primeira expansão até San Bernardo foi inaugurada em 2011. Atualmente, conta com dois quilômetros e cinco paradas. 

O seu objetivo é cumprir as funções de integração entre o centro e os principais meios de transporte público: ônibus urbanos e metropolitanos, os trens suburbanos e o Metrô de Sevilha. Em 2016, transportou mais de quatro milhões de passageiros.

Com o novo trecho até Nervión, será incorporado 1,2 Km ao percurso do bonde de Sevilha, o que permitirá unir San Bernardo aos shoppings existentes no eixo da avenida de Luis de Morales e o Estádio Sánchez Pizjuán. 

Além disso, está incluído no Plano Especial o estudo do prolongamento até a estação de Santa Justa, que está contemplado no Plano Geral de Ordenamento Urbano (PGOU) em vigor, como um dos principais nós intermodais da cidade. Aqui estão incluídos o traçado e a reserva para as oficinas e garagens.

A Ayesa realizará, além disso, um acompanhamento para detectar possíveis sítios arqueológicos adicionais aos localizados fora do traçado.